Notícias

28.06.2018

Grupo de estudos da FAE visita o Museu do Holocausto



No último domingo (24), o grupo de estudos Literatura Comparada e Perspectiva Social, vinculado ao curso de Letras da FAE e liderado pela professora Ana Carolina Torquato, realizou uma visita guiada ao Museu do Holocausto.

O grupo de estudos está trabalhando com a temática da guerra − em especial a Segunda Guerra Mundial − na literatura feita por/sobre mulheres. Dentre os títulos estão as obras “A guerra não tem rosto de mulher”, da autora bielorrussa ganhadora do Nobel de Literatura em 2015, Svetlana Aleksiévitch, e “Poemas e “Amores Possíveis”, da polonesa Wislawa Szymborksa.

As obras abordam a Segunda Guerra Mundial, utilizando-se da forma estética para criar textos em prosa e poesia que contextualizam, analisam e refletem sobre os horrores do evento que marcou a humanidade.
A visita foi norteada pela pergunta “Como o tema da memória é tratado pelas obras lidas e também pelo museu?”. As integrantes do grupo, após a visitação, discutiram as possíveis respostas e pautaram semelhanças e diferenças entre suas experiências de leitura e a análise do acervo exposto pelo museu.

Para Ana Carolina, tanto no âmbito do museu quanto no do texto literário, existe espaço para a ilustração das memórias individuais e coletivas de um povo.

“Concluímos que as duas abordagens são fundamentais para garantir que essas informações, transmitidas sob uma perspectiva tão particular, não se percam no tempo. As vozes que participaram e superaram momentos tão cruéis precisam ser ouvidas, lidas e assistidas, independentemente do meio e do modo de registro, para que por meio da empatia e do respeito pelo próximo o ser humano não venha a repetir os mesmos passos dados anteriormente.”

O grupo de estudos Literatura Comparada e Perspectiva Social conta com as alunas do curso de Letras, Anna Carla Bordignon, Ana Paula Severino, Emilly Lopes, Kathya Fecher, Giovana Luersen, Mayara da Costa, Rafaela Calil, Sara Muniz e Vivien Reinhold.


Compartilhe: