Notícias

19.06.2018

Conexão Brasil e Alemanha


Alunos de Administração da FAE desenvolvem projeto em parceria com universidade alemã
Alunos de Administração da FAE desenvolvem projeto em parceria com universidade alemã
Conhecer novas culturas, ampliar conhecimentos e aprender um novo idioma são algumas das experiências que um intercâmbio pode proporcionar. E se tudo isso fosse possível sem sair do seu país?

Os alunos do curso de Administração da FAE tiveram a oportunidade de ficar mais próximos da Alemanha desenvolvendo um trabalho em conjunto com a universidade alemã Fachhochschule Münster.

Divididos em oito equipes formadas por cinco alunos, com representantes dos dois países, brasileiros e alemães foram desafiados a simular um processo real de importação e exportação, entre o Brasil e a Alemanha, na disciplina de Logística de Distribuição e Transporte, apresentando pesquisas, quantificação dos custos, alternativas desenvolvidas e avaliação dos riscos presentes nos cenários local e internacional.

A Alemanha é logo ali

A ideia surgiu após o Núcleo de Relações Internacionais realizar uma visita à universidade e ser convidado por Michael Dircksen, professor da Fachhochschule, para desenvolver um projeto em conjunto.

“A parceria é uma integração acadêmica entre a FAE e a Universidade de Münster e nossa primeira experiência aplicada envolvendo os professores e alunos de países diferentes”, explica o professor Gilson Souza, responsável pelos projetos ao lado dos professores Alexandre Maneira e Jorge Wilson.

Rodolfo Hideki Tamura foi um dos integrantes no projeto e conta que nem o fuso horário de seis horas entre os participantes nem a comunicação realizada em inglês impediram o intercâmbio de conhecimento e cultura entre os alunos que desenvolveram a atividade por videoconferência e aplicativos de bate-papo.

“Nunca tinha realizado um trabalho acadêmico com pessoas de outra nação. A preocupação maior era a assertividade da comunicação, afinal de contas, se em português acontecem enganos, ainda mais em outra língua. No entanto, os alunos de Münster foram proativos, interessados e organizados. Além da troca de conhecimento, pudemos ter uma troca cultural, tanto no que era pertinente ao trabalho quanto sobre nossos cotidianos. Em certa ocasião me perguntaram o que eu faria na faculdade às 19 horas e, quando eu expliquei que era o meu turno de estudos, eles estranharam”, conta Tamura.

O estudante afirma que o projeto deixou uma vontade de conhecer pessoalmente os colegas e o professor que fizeram parte desse projeto.

Internacionalização
Na FAE Centro Universitário, além dos tradicionais programas de mobilidade estudantil e de dupla diplomação nas mais de 20 universidades parceiras em 12 países, os alunos também podem viver essas experiências internacionais sem sair do Brasil. Isso é possível por meio da tutoria de alunos estrangeiros e de aulas integradas.

“A troca de experiências entre alunos de países diferentes é extremamente enriquecedora para todos. Os estudantes envolvidos nesta atividade, com certeza, compartilharão informações sobre essa aula”, conta Simone Wiens, representante do NRI FAE.

O Núcleo auxilia nos contatos entre os professores da FAE com os professores das universidades parceiras, para que projetos como esse aconteçam, além de auxiliar os alunos interessados em realizar programas de mobilidade estudantil e de dupla diplomação para a graduação e a pós-graduação.

Se você tem interesse, entre em contato pelo telefone (41) 2105-4840 ou pelo e-mail nri@fae.edu.





Galeria de fotos






Compartilhe: