Notícias

11.02.2015

Campanha da Fraternidade


A CF 2015 inicia no próximo dia 18 e buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé.
A CF 2015 inicia no próximo dia 18 e buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé.
Com o tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e lema “Eu vim para servir” (cf. Mc 10, 45), a Campanha da Fraternidade (CF) 2015 inicia no próximo dia 18 e buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.

Promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o texto base reflete a dimensão da vida em sociedade que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e, principalmente, com entidades que “cuidam do bem-estar daqueles que convivem”.

O objetivo da Igreja ao propor o tema para a Campanha da Fraternidade deste ano está evidente na imagem que ilustra o lema “Eu vim para servir”. Como Jesus, que lavou os pés aos seus discípulos, pondo-se de joelhos diante dos outros para lavar os pés, assim o cristão vai ao encontro das pessoas acolhendo-se nas dores e sofrimentos. Em outras palavras, abaixar-nos tanto quanto possível e lavar os pés até mesmo de quem nos odeia, enfim, a amar a todos sem distinção.

Confira abaixo a mensagem do Frei Guido Moacir Scheidt, ofm, presidente da Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus - mantenedora da FAE.

"A Campanha da Fraternidade 2015 traz como tema a relação da Igreja com a sociedade. Tal tema é muito sugestivo pelo papel que a instituição exerce na comunidade, mais acentuadamente no momento atual de medo, de violência e de desrespeito total à dignidade da vida. Dessa forma, a CF provoca uma reflexão e se posiciona frente à sociedade.

Posso imaginar como seria o mundo sem um sinal visível da dignidade humana, que Jesus de Nazaré mostrou em sua encarnação e à qual a Escritura se refere: Ele crescia em sabedoria, idade e graça diante de Deus e dos homens.

Durante a Semana Pedagógica do Colégio Bom Jesus, aproveitamos a ocasião para lembrar aos educadores que é preciso ter vocação, sentir-se chamado na arte de educar e para conscientizá-los da sua nobre missão frente aos educandos: todos os que lhes são confiados merecem o mesmo destino, qual seja crescer em sabedoria, idade e graça, diante de Deus e dos homens. Nesse sentido, a educação não se limita ao conhecimento transmitido por meio dos estudos escolares e acadêmicos. Ela sinaliza a grandeza interior e a dignidade do ser humano.

Esta mesma educação está inserida na comunidade. Ao longo da história, a Igreja contribuiu — e contribui — muito com esse aspecto da sociedade. O serviço prestado e principalmente a doação de si são contemplados no lema da CF: “Eu vim para servir.” (Mc10, 45).

Aqui focamos a nossa contribuição. O Bom Jesus nasceu atendendo a um pedido da Igreja local: oferecer uma formação integral, isto é, ir além do despertar da capacidade intelectual.

Atuamos na sociedade desde 1896. E a cada início de ano tentamos lembrar o compromisso da Igreja com a educação e, consequentemente, com a sociedade".

Frei Guido Moacir Scheidt, ofm
Presidente da AFESBJ


Compartilhe: