Notícias

11.06.2014

Parlons Santé


Evento realizado na FAE Centro Universitário, em parceria com a Câmara de Comércio França-Brasil, teve foco na gestão da saúde pública.
Evento realizado na FAE Centro Universitário, em parceria com a Câmara de Comércio França-Brasil, teve foco na gestão da saúde pública.
A saúde no Paraná busca um equilíbrio entre avanços, como a redução da mortalidade materna e infantil, e desafios relacionados a importantes gargalos no setor, como nas áreas médicas de média e alta complexidade, exames, consultas e cirurgias eletivas em diferentes especialidades. Estes foram alguns dos destaques apresentados pelo secretário de Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, na palestra realizada durante a terceira edição do Parlons Santé, que ocorreu nesta terça-feira (10), na FAE Centro Universitário.

O evento é uma iniciativa da Câmara de Comércio da França-Brasil (CCFB), em parceria com a instituição, e tem por objetivo debater sobre temas relacionados à gestão da saúde, pública e privada, no Brasil. Nesta oportunidade, Caputo Neto disse que a gestão atual da Secretaria de Saúde do Paraná definiu prioridades e vertentes de atuação para que o trabalho seja efetivo, alcance indicadores positivos e melhore a performance.

“Organizamos a saúde pública do Paraná em Redes de Atenção, trabalhando com a vertente do capital, para criar espaços, equipar e agregar boa tecnologia. Também atuamos com a questão do custeio, para sustentar o equipamento de saúde, que gera custos de RH, contas de água e luz, insumos e medicamentos e, além disso, atuamos com a vertente educação permanente e capacitação, com foco nos profissionais de saúde”, explicou o gestor.

Participação da sociedade

Para o reitor da FAE Centro Universitário, Frei Nelson José Hillesheim, que abriu oficialmente o evento, devido à importância vital da saúde, toda a sociedade, entidades representantes de classe e, principalmente, as instituições de ensino precisam se questionar constantemente sobre o seu papel neste cenário. “O Governo tem uma grande responsabilidade sobre o sistema de saúde, mas todos podemos trabalhar na busca de uma melhor qualidade de vida para todos, dentro das suas áreas de atuação”, disse.

O encontro foi prestigiado por profissionais e gestores dos segmentos de saúde pública e privada e estudantes da área. Estiveram presentes a cônsul honorária da França em Curitiba, Emilie Dely, o presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa), Luiz Soares Koury, representes de classe, e o organizador do evento, o professor do curso de MBA Executivo em Gestão Hospitalar e Sistemas de Saúde da FAE, Marcelo Iwersen.


Compartilhe: