Notícias

22.05.2014

Centro de Internacionalização


Oferece treinamento para pequenas e médias empresas de Curitiba que desejam importar ou exportar.
Oferece treinamento para pequenas e médias empresas de Curitiba que desejam importar ou exportar.
Uma iniciativa da FAE Centro Universitário, de Curitiba (PR), está selecionando pequenas e médias empresas que desejam ingressar no comércio exterior. Por meio do Centro de Internacionalização, inaugurado oficialmente no dia 21 de maio, a instituição de ensino pretende orientar empresários sobre os processos de importação e exportação. Os empresários interessados em participar devem entrar em contato pelo (41) 2105-4801 ou pelo e-mail: centrodeinternacionalizacao@fae.edu

Idealizado pelo curso de Negócios Internacionais da FAE, sob a coordenação da professora Andrea Levek, o Centro de Internacionalização foi apresentado para a comunidade durante cerimônia que reuniu empresários e representantes do comércio paranaense, como Fiep, Fecomércio, Sebrae e o Conselho Regional de Administração do Paraná (CRA-PR). O novo serviço da FAE será conduzido pelo professor Joaquim Brasileiro, especialista em Comércio Exterior.

Seleção

Neste ano, serão selecionadas cinco empresas para acompanhamento e treinamentos direcionados ao processo de entrada no comércio exterior, como negociação, exportação, importação, legislação, tributação e logística internacional. A expectativa dos coordenadores é de que o número de empresas participantes dobre no próximo ano.

Após a inscrição, as empresas passarão por um processo de seleção e a FAE divulgará a lista dos participantes no mês de junho. A etapa seguinte será o mapeamento empresarial, que consiste em identificar as potencialidades do negócio para o processo de internacionalização. Até esta fase, não haverá custos para as empresas.

Depois de integrados ao Centro de Internacionalização, os empresários terão a oportunidade de realizar treinamentos com professores especialistas da FAE. Estes cursos serão oferecidos a um custo acessível, com valores abaixo da média do mercado.

De acordo com Andrea Levek, este serviço está alinhado com a missão das instituição de ensino superior. “Vamos atuar com pesquisa, por meio da produção de trabalhos científicos dos nossos alunos, que participarão diretamente do processo, e atividades de extensão, pois é uma maneira da FAE oferecer a contrapartida para a sociedade”, explica.

Qualificação humana

O diretor-geral da mantenedora da FAE, a Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus (AFESBJ), Jorge Siarcos, destacou a importância do Centro de Internacionalização para o histórico de ensino de qualidade da instituição. “Esta iniciativa vai qualificar e gerar oportunidades para que os jovens estejam preparados para o mercado empresarial”, disse.

Já o reitor da FAE, Frei Nelson José Hillesheim, reforçou a missão do Centro Universitário, que é a “busca pela qualificação humana em sua completude, formando profissionais de excelência, mas sem esquecer do cidadão, que é o agente transformador na sociedade”.



Galeria de fotos






Compartilhe: