Notícias

04.02.2014

Projeto Rondon


As inscrições para a seleção dos novos rondonistas da FAE estão abertas até 12 de fevereiro. Participe!
As inscrições para a seleção dos novos rondonistas da FAE estão abertas até 12 de fevereiro. Participe!
Estão abertas até 12 de fevereiro as inscrições para a seleção dos alunos que desejam participar do Projeto Rondon, na Operação Catopê, que ocorrerá de 20 de julho a 04 de agosto de 2014. Clique aqui para se inscrever.

O Projeto Rondon é o maior projeto de voluntariado universitário do país, promovido pelo Ministério da Defesa. Semestralmente universitários de todas as regiões do Brasil se unem para auxiliarem no bem estar e qualidade de vida de comunidades carentes em regiões de difícil acesso.

A Operação Catopê será desenvolvida em 13 municípios de Minas Gerais. A FAE irá atender o povoado de Jequitaí, uma antiga área de garimpo, localizada no norte do Estado. Hoje, Jequitaí é uma pequena cidade de oito mil habitantes com sua atividade econômica baseada na agropecuária. É neste cenário, que os futuros rondonistas realizarão atividades no desenvolvimento da comunicação, associativismo, saneamento e sustentabilidade.

Os professores Randy Rachwal e Lucina Reitenbach Viana, ambos veteranos rondonistas, são os coordenadores na FAE desta edição do Projeto. Segundo Rachwal, o município de Jequitaí, que fica próximo de Montes Claros, parece ser bem estruturado. Esta constatação será confirmada em sua viagem precursora que será realizada em abril.

A seleção

Após as inscrições, o processo de seleção para operação Catopê iniciará no dia 15 de fevereiro, com reunião e dinâmica avaliativa no Anfiteatro da FAE Centro, nos períodos da manhã e tarde. As entrevistas individuais ocorrerão entre os dias 17 e 21 do mesmo mês, com a presença dos coordenadores da missão. No dia da entrevista individual é obrigatória a apresentação da avaliação médica e odontológica do candidato.

Requisitos

Além dos requisitos que constam no edital de seleção, segundo um dos coordenadores da operação, a principal característica que o candidato deve ter é a humildade. “Levamos um pouco do conhecimento que temos e devemos ter sensibilidade para perceber que a cultura dos outros também tem um enorme valor”, declara Rachwal. Ele afirma também que um dos principais objetivos dos rondonistas paranaenses é gerar integração dos cidadãos brasileiros por meio da troca cultural. “Gosto de ver os rondonistas imergindo na vida dos munícipes de coração aberto. A operação deve ser um ato de amor”, finaliza.

Saiba mais. 


Compartilhe: