Notícias

23.10.2019

Integração brasileira no comércio latino-americano



Brasil estuda e negocia acordos internacionais para maior participação no fluxo de importações e exportações ao redor do mundo. Dentre as ações do governo, pode-se destacar políticas como a de zeramento de impostos de importação de 1.189 produtos, como medicamentos que combatem a AIDS e alguns tipos de câncer, também equipamentos médicos, de indústria e de informática. Além disso, acordos estão sendo fechados com países da América Latina:
  • Com a Argentina, com quem nosso comércio é 40% automotivo, foi fechado um tratado entre os ministros da Economia do Brasil, Paulo Guedes, e o ministro de Produção e Trabalho argentino, Dante Sica, que prevê o livre comércio de carros: até junho de 2020 a cada 1 dólar de importação do país, permite-se 1,5 dólar de exportação do Brasil para o parceiro sem tributação e, seguindo a mesma lógica, gradualmente chega-se ao valor de 3 dólares com data limite entre julho de 2028 e junho de 2029. Dentre os detalhes do acordo, destaca-se a preferência e maior flexibilidade no processo para veículos híbridos, elétricos, e também os que contenham tecnologia mais avançada.
  • Já com o México, país que normalmente tem preferência por seus parceiros do Nafta, foram dados os primeiros passos em direção a uma maior abertura entre as duas maiores economias da América Latina. Desde março já vigora um acordo de livre comércio que se restringe para veículos – comerciais leves por enquanto e a partir de 2020, ônibus e caminhões – e este novo planeja facilitar o comércio de produtos agropecuários.

Fontes: Comex do Brasil, Exame, Folha de São Paulo.
Foto: Helloquence/Unsplash.


Dica do CIE

Se busca expandir seu negócio, fique atento às novas oportunidades comerciais com México e Argentina geradas pelas novas negociações do Brasil com os países. Entre em contato com o CIE para saber mais sobre nossos estudos de mercados potenciais, entre outros serviços.

Seja uma empresa parceria do CIE! Fale com a gente pelo (41) 2105-4072 ou pelo e-mail cie@fae.edu para mais informações. Aproveite também para ficar por dentro das principais novidades sobre importação e exportação: acesse a página do CIE e assine newsletter.


Compartilhe: